Coleção Mastozoológica

 

A Coleção Mastozoológica da UFAC (Coleção Zoológica de Mamíferos - CZM) foi formada 1997, de modo que, parte do seu material é oriundo do agrupamento de outras coleções, como da Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (FUNTAC), do Laboratório de Paleontologia da UFAC, de doações do Zoológico do Parque Ambiental Chico Mendes (Rio Branco/AC), e dos próprios professores da UFAC. O acervo é composto basicamente por partes ósseas, em especial crânios de animais caçados por seringueiros da Floresta Estadual do Antimary (AC). Esse material chegou à FUNTAC por intermédio de projetos desenvolvidos na fundação até 1997, e hoje responde por metade do acervo da CZM (DIAGNÓSTICO GERAL DAS COLEÇÕES E METAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MUSEU UNIVERSITÁRIO DA UFAC, 2008, p. 26).
O Estado do Acre possui cerca de 209 espécies de mamíferos, sendo 51 destas consideradas como ameaçadas de extinção. Os grupos mais estudados entre os mamíferos são os primatas e espécies cinegéticas (ungulados, primatas e grandes roedores), com enfoque principalmente em dados populacionais e efeitos da caça de subsistência. Alguns grupos nunca foram estudados no Estado, tais como carnívoros e cetáceos. Para outros existem somente a citação de pesquisas pontuais (caso de quirópteros e pequenos mamíferos). Quase todas as pesquisas realizadas concentraram- se nos vales do Acre e do Juruá, com a região entre os rios Tarauacá e Purus sem nenhuma grande amostragem. De forma geral, foram realizadas poucas coletas sistemáticas de mamíferos no Estado acreano (DIAGNÓSTICO GERAL DAS COLEÇÕES E METAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MUSEU UNIVERSITÁRIO DA UFAC, 2008, p. 27).

©2018 by Milaine Castro